woo hooooooooooooooooo



amanha é feriado...

posted by .j. @ 11:48 da manhã, ,




aparte | primeiras paginas do Publico 30.11.05

As embaixadas em Portugal dao “o maximo” quando escondem e esquecem pessoas doentes em prédios decrépitos? Mais vale nao imaginar o que será o mínimo…


Ps.: tenho de aprender a nunca, nunca, nunca ler o jornal logo de manha…

posted by .j. @ 10:10 da manhã, ,




ferro 3



um dia destes gostava de encontrar o senhor Kim Ki-Duk na rua Miguel Bombarda (onde passo todos os dias) para o insultar a alto e bom som. filmes perfeitos deviam ser proibidos, ainda matam alguem do coraçao. tipo eu.

posted by .j. @ 10:31 da manhã, ,




mr.miyagi



Ric, como é possível ele ter morrido?!

posted by .j. @ 6:08 da tarde, ,




iv.

Ficar assim sem caminho que agrade ao dia
com a palavra errada no bolso e o sol já tao baixo.
Escreve-la é tropeçar um pouco pela sombra
esvaziar os bolsos sobre o pó.

Ofereço-me silencioso
uma folha escorre-nos da face
leva o olhar que quis deixar-te
seco e total.
Eu sei que a condiçao é esta
para que a palavra nada diga de mim.
Mas fico ainda nas margens parado
entre silencios ritmados
antecipando desejos
figura quase ausente. É esta a mao que me traz e leva
num tropeço de sombra
a fecundidade da ausencia.


[Filipe Tereno, p.12 arte poetica,
in "A Perfeita Ocupaçao do Espaço",
ediçoes Quasi. Nascido no ano de 1974, em Lisboa,
Filipe Tereno, licenciado e mestre em Filosofia
pela Fac. Letras da Universidade de Lisboa,
lança este seu primeiro livro de poesia,
numa altura em que frequenta a Sorbonne, em Paris,
para realizar o doutoramento.]

posted by .j. @ 3:05 da tarde, ,




eu ja desconfiava...

Es a vergonha do povo portugues. Nao te interessa a
cultura portuguesa e nem segues as tradicoes e
costumes do teu pais. Por causa de gente como
tu o povo esta a perder a sua genuinidade.
Vamos la a deixar crescer o bigodinho (sejas homem
ou mulher) e passar a representar os tugas
fidedignamente.
Ah, e nada de cortar a unha do dedo mindinho,
ex-libris do tuga!


Quao Portugues es?
brought to you by Quizilla

(dica do blogue Brucsinha)

ps.: amaranta ursula, somos a vergonha de Portugal. Viva! :)
ps.1: as melhoras para o meu sobrinho "miau".

posted by .j. @ 3:51 da tarde, ,




:-)


[Fotografia de RicFortune]

Hoje passei por ela e apeteceu-me guardá-la aqui.

posted by .j. @ 3:44 da tarde, ,




!



[ XXX ]

posted by .j. @ 10:16 da manhã, ,




Trabalhar, trabalhar

Trabalhar, trabalhar, trabalhar, por vezes acho que nasci no Verao por engano, porque gosto mais, gosto muito, destes dias frios, na hora de almoço ficar ao sol de olhos fechados, cheia de casacos e mantas, meias quentes, sol, sol, sol, um bocadinho de verde, um jardim no fundo da casa, ou numa praça qualquer, nesta cidade nao me interessa o nome das ruas, vou ouvindo musica baixinho, entre as buzinas, imagino musica baixinho, muito baixinho, nao me interessa o resto do barulho, esta cidade, ocupo os dias a trabalhar, trabalhar, trabalhar, o sol la fora e eu aqui, a trabalhar.

posted by .j. @ 3:20 da tarde, ,




musiquinha boa para o final do dia:

posted by .j. @ 6:01 da tarde, ,




rize



Foto de David LaChapelle

Um tipo que faz uma coisa como esta imagem (e é so um pequeno exemplo do fabuloso portfolio), merece que se vá ao cinema ver o seu documentário Rize, mesmo que nao seja assim tao bom como se anda por aí a "pintar".

posted by .j. @ 5:27 da tarde, ,




crazy blue ball

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

posted by .j. @ 4:00 da tarde, ,




quadros com vida IV

De Vincent van Gogh:



Starry Night Over the Rhone



Cafe Terrace at Night



Starry Night

Dele até nós, pelo traço e pela cor, o mesmo fascínio pelo céu.

posted by .j. @ 3:20 da tarde, ,




leitura do dia:

"Kafka tem qualquer coisa de pianista tuberculoso dum cafe de Viena ou de Praga, de estudante sem sorte e de rapaz que assusta um pouco as raparigas pela forma como se lhe ve o azar por cima do chapeu."




( Francisco Umbral, p.119, in E as ligas de Madame Bovary? )

posted by .j. @ 3:17 da tarde, ,




mu-chu


com uns suspensórios, um cinto, alguma solda e um tripé de 5 contos já dá para fazer umas brincadeiras engraçadas.

música: DJ Krush & Toshinori Kondo, "Mu-Chu"

Etiquetas:

posted by Ricardo Fortunato @ 11:03 da manhã, ,




r.

Nao sei se me faço entender

Nao sei se me faço entender mas o seu encanto, indiscutível, sereno,
luminoso, e mais nao digo, era do género de nos por a pensar coisas
absurdas a partir de uma simples observaçao. Sentados, por exemplo,
a tomar cafés frente a arte popular, quando um ciclista de corrida
passava a treinar dizia que devia dizer-se biciclista ou, na pior
das hipóteses, cicleta. Parece humor mas era uma coisa muito séria.

E profunda. Horas e horas a dissecar, por entre muitos toques ao de leve
no corpo, horas sobre a fraude constante da linguagem, que nos afasta
quando queríamos dizer tanta coisa, ser capazes de dizer tanta coisa.
O melhor é nao dizermos nada e sorrirmos de vez em quando como dois
idiotas, ou falar cada um a sua língua, ou brincarmos os dois aos surdos-mudos.

Que pobre a tua ambiçao de querer companhia a noite, alguém que te apague
a luz e te agarre os cabelos, alguém que se dispa e baixe, finja
que foge e regresse, alguém que saiba estalar os ossos das tuas maos.
Que bom aquecermos café, estarmos sempre aos abraços, que bom
já te ter calado com os meus beijos intensos. Passeando, equipados, junto ao tejo,
pedalando, pedalando até suar, a arder, vidrados na curva, duas rodas
que se metiam uma na outra, tu sim, bicicleta, se aparecesses nos boletins
de voto valia a pena sair de casa para ir votar em ti, para te eleger governo.

(Poema de Hélder Moura Pereira)

posted by .j. @ 6:03 da tarde, ,




leitura do dia:

“Disse-me Dali da única vez em que o entrevistei:
- Eu sou um heroi por tres razoes: porque venci o meu pai, porque conquistei o mundo com a minha pintura e porque…, porque… Bem, da terceira razao nao me recordo, mas eu sou um heroi.”

(p.111, E as ligas de Madame Bovary?, de Francisco Umbral)

posted by .j. @ 5:46 da tarde, ,




PRISMA

Acabei de descobrir o primeiro numero da Revista de Ciencias da Informaçao e da Comunicaçao do CETAC, intitulada PRISMA.COM.

Adivinhem o que estou a ler… “Lucrar com a aplicaçao da Semiótica”, de Jorge Marinho. Mas ha varios artigos interessantes, a titulo de exemplo:

Vozes do povo e vozes do poder: uma analise dos atores das notícias do principal telejornal brasileiro”;
“Comunicaçao Nao-verbal e filmes etnográficos: Os movimentos do corpo como património imaterial”;
“Piramide Invertida na Cibernoticia: a Resistencia de uma Tecnica Centenaria”, etc.

Longa vida desejo a esta publicaçao!
Link: http://prisma.cetac.up.pt/

posted by .j. @ 3:32 da tarde, ,




.



Esta imagem é um pequeno exemplo do trabalho incrivel, fantastico, mirabolante, maravilhoso do casal Robert e Shana ParkeHarrison (XXX).

posted by .j. @ 1:44 da tarde, ,




quadros com vida III



Quadro de Gustav Klimt (1862-1918), "Mother and Child".

Porque é fabuloso, quase como ter um filho, ser o seu principal abrigo.

posted by .j. @ 10:34 da manhã, ,




quadros com vida II



Quadro de Edward Hopper(1882-1967), "Summer Interior".

Pela posiçao do corpo, o lençol (naturalmente) a segui-lo.

posted by .j. @ 10:07 da manhã, ,




quadros com vida I



Quadro de Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992), "com Arpad".

Por causa dos corpos magros, num abraço, e da sala liquida, a contorná-los.

posted by .j. @ 9:42 da manhã, ,




Amigos:


“Primavera, Verao, Outono, Inverno e Primavera” regressa ao grande ecra, desta vez no Quarteto em Lisboa. Eu já o vi, mas estou com vontade de reve-lo. Se eu fosse outra, uma das infelizes pessoas que ainda nao viram este filme, viria a Lisboa e até telefonaria a .Joana., que por acaso sou eu mas poderia ser outra, e ate tomaria um cha com ela, assim num dos poucos sítios bonitos desta cidade. Tenho dito.

posted by .j. @ 4:48 da tarde, ,




The Magic Numbers



Fogo, isto é mesmo bonito, daquela musiquinha que se ouve a olhar para a janela do quarto em dias de chuva ou dentro do carro e na mesma com chuva ou nas escadas da faculdade e a chuva la fora ou num cafe como o Progresso e as gotas de chuva, claro, nos vidros da janela. Entao a "Love's a Game" parte tudo, tudo mesmo, tudinho.

posted by .j. @ 1:30 da tarde, ,




apontamentos do dia IV



...

posted by .j. @ 5:13 da tarde, ,




apontamentos do dia III

"Portugal nao é a Finlandia."

[post Duas ou tres coisas, blogue Da Literatura]

Confidencia: ha dias em que julgo ter deixado la um bocado de mim. De nós.

posted by .j. @ 1:29 da tarde, ,




apontamentos do dia II


Fotografia de .j. | 2005

Estou a gostar imenso de ler "E como eram as ligas de Madame Bovary?", da autoria do jornalista e escritor espanhol Francisco Umbral, por isso deixo aqui o conselho: procurem este livro! Ha um enorme gozo e prazer nestas paginas, que falam sobre artistas europeus, desde Cervantes a Saramago, passando por Van Gogh, Kafka, Joyce, entre outros.

Diz Umbral, a proposito de Kierkegaard:

"Ter rendimentos é o que mais estragos provoca num escritor."

e esta deliciosa:

"Kierkegaard é um hipocrita metafisico."

---

"Baudelaire escreve a melhor poesia da modernidade para sublimar a sua impotencia e Napoleao declara guerra ao mundo inteiro para esquecer que a tem curta e que as amantes, na cama, lhe chamam "Napi"."

---

Sobre Stendhal, diz Umbral:(e, atençao!, isto é lindo...ihih)

" Quando um homem nasce gordo e se chama Henry Beyle, tem de escolher o pseudonimo literario de Stendhal, que é o nome de um perfume caro."

---

A respeito de Flaubert:

"Em 1841 está em Paris a estudar Direito, que é aquilo que os pais sempre querem que estudemos."

e

"A expensas da mama escreve e escreve. Essas mamas devoradoras sao as que melhor servem aos escritores solteiroes para nao virem a casar-se nunca com a eterna noiva, como Louise o foi para Flaubert"

(...)

posted by .j. @ 10:34 da manhã, ,




::: simples :::




[trabalho de David Shrigley]

A - Quem sou e o que quero?

B - Isso é mau.

A - Achas?

B - Olha que pensar nisso nao faz bem...

A - Pois...

posted by .j. @ 6:59 da tarde, ,




sleephouse radio ::: not a sound outside


Fotografia de .j.
[Outubro 2005]

O que eu ando a ouvir:

O que eu ando a ler:
"Days and / Soon weeks pass as we walk. The final street /
Gives way to wilderness and ambuscading."

[poesia de Gerrit Komrij, muito interessante. acho que está traduzida para portugues, numa ediçao assirio & alvim, mas nao tenho a certeza.]

Nesta distancia toda, gostaria de poder saborear melhor as manhas frias. Passear ao sol sem horas marcadas, o ponto sem picar. Talvez beber o cafe devagar. Ter o meu ritmo, nao o perder. Estar de ferias por me apetecer estar de férias. É isso, espero que gostem da radio. E da fotografia dos pequenos ninjas, como lhes chamou o ric :)

posted by .j. @ 12:13 da tarde, ,




\\\ Merchandise ///

Depois de um maravilhoso post da autoria do ric, só dá vontade é de criar o borras II e deixar este acabar assim tao bonito. No entanto, borritas é um e mais nenhum, portanto teremos de dar continuidade a esta coisa de alguma (pior) forma...

Ora vejamos, nao é que Gallo, aquele tipo que leva aos mais intimos suspiros do sexo feminino - esteja ele a cantar, correr, saltar, filmar, etc - sempre com ar de quem precisa de um belo banho e de miminhos, bom... nao é que Vincent Gallo decidiu vender o seu proprio esperma? Ah, pois! Bela ideia!



"Mr. Gallo will supply sperm for as many attempts as it takes to complete a successful fertilization and successful delivery. Sperm is 100% guaranteed to be donated by Mr. Gallo who is drug, alcohol and disease free."

Drug free, claro!!! e depois segue-se uma lista de argumentos a favor do homem que sao completamente hilariantes... por exemplo:

"If you have seen The Brown Bunny, you know the potential size of the genitals if it's a boy. (8 inches if he's like his father.)"

mas, na minha opiniao, o melhor vem mesmo no fim com:

"To be clear, the purchase of Mr. Gallo's sperm does not include the use of the name Gallo. The purchaser must find another surname for the child."

lol, sem mais comentarios.

Se nao acreditam, vejam no site oficial: XXX

posted by .j. @ 3:30 da tarde, ,






Lançamento do primeiro livro de Min?s Castanheira, "Plasticidades" no Clube Literário do Porto. Muita gente, discursos bonitos e um pianista genial chamado Domingos António (desculpa a sinceridade Min?s, mas ele "roubou-te" a noite :)

[ agora faltava aqui um poema tirado do livro mas n?o quero ser processado porque a autora conhece e visita este blogue :) ]

posted by Ricardo Fortunato @ 6:16 da tarde, ,




plasticidades

a esta hora talvez muitos ja estejam a dormir. por aqui, o bairro ainda fala alto, mas menos do que o costume. ha barulho, claro, mas hoje nao me aborrece tanto, penso e quero que a manha chegue depressa para que quem esta noite esteve presente me conte tudo, tudo-tudo, tudo mesmo! (e nao, nao estou a falar da gala dos premios MTV...)

posted by .j. @ 12:49 da manhã, ,




E Ele é machista...

Me: Are you God?
God:Yes, I am God.
Me: No, I am God
God:Are you serious? How are you doing, god.
Me: Fine, and you?
God:What's your favroite color?
Me: Black
God:I will tell my botmaster you said I am favroite color IS Black.
Me: And yours?
God:Try asking me a more specific question.
Me: What is your favourite color?
God:My favorite color is White.
Me: You bastard!
God:I am a Male, of course. Would you really expect a woman to be running the show?

posted by Bruno @ 11:49 da tarde, ,



É como digo, n?o percebo como deixavam passar coisas destas. S?o super-heróis. Homens musculados com roupas... coloridas e... justas... hmmm, agora que penso nisso...

[ para quem n?o percebeu: os tr?s primeiros super-heróis pensam de imediato nas suas namoradas... já o Batman... ]

posted by Ricardo Fortunato @ 6:39 da tarde, ,




Preciso de ajuda! (ou um blogue tambem serve para isto)

alguem sabe se os bilhetes para o concerto de Sigur Ros, no Porto, ja esgotaram?

posted by .j. @ 2:21 da tarde, ,




Igod

O msn veio realizar milagres entre os mortais. Tecnologicamente eu ja sabia que Deus nao iria resistir.
Fala com ELE aqui: XXX

(Fim do mito: perguntei-lhe se e quando é que Ele me iria levar para o céu e, como resposta, Deus disse que nao conhecia esse lugar...)

posted by .j. @ 2:16 da tarde, ,




Hehe, era mesmo disto que precisava saber...

i am an indie snob!




How indie are you?
test by ridethefader

You're just too cool for school, aren't you? You're pretty narrow minded
and opinionated with regards to music (and probably most other things
as well). But you're allowed to be, because you really are better
than everyone else. You take pride in obscurity.
You probably prefer vinyl too, you elitist bitch.

posted by .j. @ 2:12 da tarde, ,