andar

Naquele dia, o sol tinha nascido mais cedo do que o costume. O extintor
permanecia preso a parede desde o último incendio na tua casa e as formigas
começavam a andar de um lado para o outro.
Percorrer a eternidade em passos miudinhos.
A minha cabeça anda sobre as plantas dos meus pés.
Quantas horas faltam? Já estou cansada.
A palma das maos bem assente no chao.
O meu corpo rebola sobre si próprio, articulado como o de um acrobata
elástico. Paralelamente vejo toda esta acçao decorrer a dois 2 m de mim
mesmo e o chao acompanha o movimento de mim próprio criando uma imagem
fílmica simétrica.
Os pendulos do relógio amarelo derretem devagarinho. Assim anda o corpo
sem se deslocar.
Ando pelos ponteiros do relógio, saltitando entre os segundos e os
minutos, temendo sempre enfrentar as horas. Saltito sem ver onde se poem os
pés, com sapatos de salto.
Descobri agora mesmo que toda esta sequencia de formas imaginárias sao
uma parcela de milhares de outras imagens iguais do grande caleidoscópio
espelhado que é a tua cabeça.

Quinta-Feira, 09 de Setembro de 2004 – 1. Acto
in “O Vivo Esquisito”
por Frôzina Baldarate

posted by Bruno @ 3:08 da tarde, ,




Eternal Sunshine of the Spotless Mind



Joel: Are we like couples you see in restaurants? Are we the dining dead?

------------------

Eu ja so penso no proximo fim-de-semana. Este blogue vai de mal a pior. Esperamos uma rentree qualquer...

posted by .j. @ 12:45 da tarde, ,




Paris, Texas



JANE
Hi! Are you out there?

JANE
Well, I see your light's still on, so I guess you must be out there. (Pause)
It's okay if you don't want to talk, you know. I don't want to talk either, sometimes. I just like to stay silent. (Pause)
----------------------------------------------------
Paris, Texas | Porto, Lisboa
Suspiro...

posted by .j. @ 11:42 da manhã, ,




The bridges of Madison County



ROBERT
You think too much, you know that?

FRANCESCA
I just feel like I'm getting a little
... out of control that's all. It's
kind of frightening.

ROBERT
Why?

FRANCESCA
Why!? Because, I'm having thoughts I
hardly know what to do with. I...
can't seem to... stop them.

---------------------------
O que fiz hoje: li este argumento. Só isso.

posted by .j. @ 4:45 da tarde, ,




2046




Chow Mo Wan: Whenever someone asked why I left 2046, I always gave them some vague answer. It was easier.

................................

A silly season atingiu em cheio este blogue. Inventam-se posts, nascem ideias que metem filmes a mistura. Nao pego na maquina fotografica ha dois meses. Devo estar a ficar doente por causa disso.

posted by .j. @ 2:34 da tarde, ,




le dernier tango a paris



Paul: It's me again.

Jeanne: It's over.

Paul: That's right. It's over and then it begins again.

Jeanne: What begins again? I don't understand anything anymore.

Paul: There's nothing to understand. We left the apartment, and now we begin and love all the rest of it.

Jeanne: The rest of it?

Paul: Yeah, listen. I'm 45. I'm a widower. I own a little hotel. It's kind of a dump, but not completely a flop house. Then I used to live on my luck and I got married, and my wife killed herself.

Jeanne: It's better not knowing anything.
...........................................................

Hoje apetece-me ir viver para Paris, contigo.

posted by .j. @ 12:37 da tarde, ,


As vezes esqueço-me de como é bom ir a praia. E depois vou até lá e nao me apetece vir embora. (sobretudo quando vou com a minha câmara :)








[ para ouvir com o vídeo: ]

I Am Robot And Proud, "The Satellite Kids"
(para quem gosta de dreamy pop electrónica recomendo I Am Robot and Proud, em particular o álbum de 2001, "The Catch")

posted by Ricardo Fortunato @ 5:33 da tarde, ,




viajar, verbo desconhecido



Aquele que está sempre a olhar o mar e o tipo mais estranho da blogoterra vao hoje para Londres e depois para Praga e depois sabe-se lá o resto... e eu fico aqui metida, nao vou a lado nenhum (nem sequer a Lisboa, onde hoje mais queria estar), mas a minha intençao neste post era apenas desejar boa viagem e tal e coisa, porque a vida ate nao é assim tao má em Vila do Conde, acompanhada por Chavelas Vargas a cantar "Si no te vas".

posted by .j. @ 10:10 da manhã, ,




o meu romance em 100 dias

All of us, I believe, carry at least one novel around
in our heads or our hearts.




Queres ser escritor? [ XXX ]

John Coyne diz-te como escrever um romance em 100 dias!!! Mas, atençao!, ele nao quer enganar ninguem, apenas "poupar algum tempo" de aprendizagem...

"I don’t think anybody ever became a writer by going to a workshop, reading a book, or even reading this article. Writing comes from something internal in a writer. However, this article will save you time"

:-)

posted by .j. @ 12:23 da tarde, ,




duas notinhas para o dia de hoje

Ponto 1:

O blogue Fora do Mundo [XXX]( teoricamente de Francisco José Viegas, Pedro Lomba e Pedro Mexia, mas na prática apenas deste último) despediu-se definitivamente da blogoterra.

De todos os posts de Pedro Mexia, recordo o "Alo Estocolmo", escrito há uns dias.
Aqui ficam alguns excertos:

"Imagino que todos tenham levado para férias o segundo romance de José António Saraiva. Afinal, o homem teve uma publicidade danada no seu próprio jornal, (...)

Saraiva, na entrevista citada, diz que pensa ganhar o Nobel da Literatura. Tem sido muito gozado por causa dessa frase. Mas convenhamos: os suecos sao capazes de tudo. (...)

Jardim Colonial é um decalque de situaç?es conhecidas do mundo dos media
(...)

Depois, a páginas 189, ha um momento inolvidavel:«Oscar largou o Diário de Notícias e abriu o caderno de emprego do Expresso. «Nao há dúvida de que o Expresso é um bom jornal – pensou – mas nao é nada comodo; estas páginas enormes cheias de anúncios nao d?o jeito nenhum». Isto, meus amigos, é ficçao e da boa. Só na ficçao, e na ficçao mais genial, é que alguem acha o Expresso um bom jornal. "


Ponto 2:

Passar a "santa" tarde a ver na RTP1 perspectivas aereas e terrenas, planos abertos, fechados e de pormenor, etc, do Papa com os jovens vindos de toda a parte, so merece um desabafo
(em tom de desespero, entenda-se):

"Valha-nos Deus!"

posted by .j. @ 4:22 da tarde, ,





[ Dimitri Daniloff | XXX ]

Fixe.

posted by .j. @ 1:54 da tarde, ,




chocolate



"Charlie and the Chocolate Factory" [ XXX ]é mesmo um filme para o mes de Agosto (em trabalho): nada de especial.

So o desempenho de Johnny Depp salva o filme de Tim Burton.

posted by .j. @ 12:25 da tarde, ,




ovos e amigos



[ Dica de Alba Freire, aqui | XXX ]

posted by .j. @ 4:15 da tarde, ,




O acaso proporciona boas descobertas

http://www.basichip.com/corgi_toys/corgi_toys.htm

posted by Bruno @ 6:12 da tarde, ,




ric-pic-of-the-week-3


"Good-bye, Chunky Rice", de Craig Thompson
Top Shelf Productions, 2003

Esta é a minha graphic novel favorita. Foi a primeira do Craig Thompson - actualmente estou a ler a segunda, a autobiográfica "Blankets".

posted by Ricardo Fortunato @ 11:56 da tarde, ,




antony



Nao esquecer: Dia 31 de Outubro de 2005, Antony estará presente no Coliseu dos Recreios. Um dia destes, aposto que se muda para Portugal.
Ultimamente, está sempre cá.
Deve gostar do publico portugues.
[E eu gosto dele...]

posted by .j. @ 12:28 da tarde, ,




parabens, cesariny

Todos por Um

A manha está tao triste
que os poetas romanticos de Lisboa
morreram todos com certeza

Santos
Martires
e Herois

Que mau tempo estará a fazer no Porto?
Manha triste, pela certa.

Oxalá que os poetas romanticos do Porto
sejam compreensivos a ponto de deixarem
uma nesgazinha de cemiterio florido
que é para os poetas romanticos de Lisboa nao terem de
recorrer a vala comum



O blogue Da Literatura chamou ontem a atençao para o aniversario de MARIO CESARINY DE VASCONCELOS. 82 anos de vida nao mereceram o minimo destaque dos jornais portugueses. Temos pena.

posted by .j. @ 2:19 da tarde, ,




Tampere (há seis meses atrás)

Tampere (ha seis meses atras)



Constelación: Despertando al Amanecer
1944
Óleo sobre lienzo. 46 x 38 cm.
Colección privada. Nueva York
Aut. Joan Miró

posted by .j. @ 9:54 da tarde, ,




aaltra



[ Aaltra | XXX ]

É um road-movie em cadeiras de rodas.
"Underacting" talvez seja o melhor a dizer sobre o filme de Benoit Delepine e Gustave Kervern- actores principais.
Com pedaços de humor negro a um ritmo cinematografico que nega qualquer ritmo imposto, dois homens, em cadeiras de rodas, viajam de França até a Finlandia.
Genial é sobretudo o principio do fim: do karaoke ao Aki Kaurismaki, vale a pena pagar para ver no Nun'Alvares, Porto.

posted by .j. @ 11:38 da manhã, ,




Multiculturalismo - vale a pena ler o post ate ao fim

"A jornalista Michaëlle Jean, natural de Port-au-Prince, acaba de ser nomeada governadora-geral do Canadá. " (...)

Continua aqui XXX.

posted by .j. @ 3:08 da tarde, ,




...


Reconhecem? Pois... fotografia de Roberto Frankenberg
[ http://www.robertofrankenberg.com/ ]

------------
em mudanças:
mais claro, mais limpo, mais transparente.

posted by .j. @ 12:42 da tarde, ,






[ Humor inteligente e ironico aqui XXX ]
[ Dica, via MSN, de Ricfortune ]

posted by .j. @ 3:41 da tarde, ,




rascunho #7



Blonde Redhead, "In Particular"

posted by Ricardo Fortunato @ 11:58 da tarde, ,




calor, muito calor


[ Fotografia de .j. - Casa do Mirante, 2004 ]

We came only to sleep,
We came only to dream.
It is not so, it is not so,
that we came to endure on Earth.

[ Aztec Poetry ]

posted by .j. @ 5:53 da tarde, ,




CGD

A ouvir "Jobs for the Boys, yes men",
pela desafinada voz de Jose Socrates.

posted by .j. @ 1:50 da tarde, ,




O Verao


[ Fotografia de .j. - 2004, Malta ]

Quanto ao Verao: esse periodo nefasto e quente
Nao apresenta qualquer talento para a chuva, diga-se.
Como o mudo que se concentra excessivamente
Para proferir um assobio magrinho
E acaba por tropeçar de maneira desastrada,
Caindo de uma altura
Desagradavel,
E falecendo. O Verao, de facto,
Seria insuportavel, nao fosse
O futuro e a cerveja.

[ Gonçalo M. Tavares,
in 1, Relogio D'Agua
]

[ Blogopoema: Casulo Amarelo | XXX ]

posted by .j. @ 2:57 da tarde, ,